News
Loading...

VIDEO: Lancha afunda no Rio Madeira com 20 pessoas; apenas 10 foram resgatadas


lancha
A Marinha do Brasil e a Polícia Militar confirmaram o naufrágio. Segundo os órgãos, a embarcação de pequeno porte chamada Vó Mulata saiu da comunidade de Rosarinho, em Autazes, faria parada em Nova Olinda do Norte, e seguiria para Borba, quando apresentou problemas e afundou. A comunidade do Rosarinho fica no final da rodovia AM-254, que interliga a BR-139. As causas do acidente ainda serão investigadas.
Entre os passageiros estavam indígenas. “Não tem como precisar, mas tinha mais de 20 pessoas. A informação é que cerca de dez conseguiram se salvar, e o restante não foram encontrados, inclusive crianças”, disse Gilmar Assunção, coordenador da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Nova Olinda. “Já confirmamos dois indígenas entre os sobreviventes, um homem e uma mulher, e estamos à procura de outro indígena, mas nem todos eram”.
Segundo Gilmar Assunção, o barco apresentou problemas quando se aproximava do porto de Nova Olinda. “A lancha saiu do porto de Rosarinho, em Autazes, faria parada em Nova Olinda e seguiria para Borba. No momento que chegou perto do porto apresentou um problema no motor, aí parou e saiu à deriva no rio. Depois passou por debaixo de uma balsa que estava no cais. Alguns conseguiram se salvar, outros não. E a população mesmo está indo atrás das vítimas, em pequenas embarcações. Mas aqui a correnteza é muito forte”.
lancha1
Segundo a Polícia Militar, a embarcação tombou e, em seguida, naufragou. “A lancha expresso perdeu a direção e tombou, vindo afundar, e por conta da correnteza do rio os tripulantes foram para baixo de uma balsa que estava parada no porto”, divulgou, em nota, a Polícia Militar. “Existe a suspeita que o eixo de direção da lancha tenha quebrado e com a velocidade tenha acontecido o acidente. Pessoas foram resgatadas e existem desaparecidos, entre elas crianças”, disse a PM.
Além da PM e da Guarda Municipal, uma equipe do Corpo de Bombeiros foi enviada para o local para auxiliar nas buscas. A Marinha do Brasil também informou que autorizou o deslocamento da aeronave de serviço do 3º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral com uma equipe médica embarcada para o esclarecimento da área.
A Polícia Civil também confirmou o naufrágio. O delegado Mauro Roberto Tanale foi ao local para investigar a situação. “Ele não tem informação concreta para passar porque está em diligência, mas vamos reunir dados e divulgar”, divulgou a assessoria de imprensa do órgão.
Fonte: Rondoniagora
Share on Google Plus

Produção ROTA MAMORE

Mande sua sugestão de repostagem aqui. rotamamore@gmail.com ou ligue ou mande suas imagens no whatsap: (69) 99368-6667 ou 99261-1156. Sua identidade será mantida sob sigilo.