News
Loading...

MÃE DENUNCIA À POLÍCIA QUE FILHO ESTAVA COM ARMA DO CRIME USADA EM ASSALTO QUE TIROU A VIDA DE UMA MULHER EM GUAJARÁ

O revólver calibre 38 estava escondido em uma residência no mesmo bairro que ocorreu o crime
A arma de fogo usada por um dos assaltantes que tirou a vida da moradora Júlia da Silva Tiburcio, de 50 anos, e atingiu o seu genro, na noite do último dia 21, foi apreendida pela Polícia Civil de Guajará-Mirim/RO.
De acordo com a Polícia, na tarde desta quarta-feira, 26, agentes do Serviço de Investigação e Captura (Sevic) e Divisão de Homicídios foram acionados por uma moradora residente no bairro Nossa Senhora de Fátima. A moradora disse que ao tomar conhecimento, através de seu filho, da existência da arma, denunciou à Polícia. O revólver calibre 38, de cor preta, numeração raspada, usado para praticar o roubo de uma motocicleta e que resultou na morte da dona de casa Júlia da Silva com um tiro nas costas durante a troca de tiros entre o assaltante e o seu genro Fábio Alves de Souza, de 32 anos, foi apreendida. Fábio foi atingido com dois projéteis, o assaltante identificado sendo Osvanildo Souza de Oliveira, de 22 anos, vulgo “Bito”, foi atingido no abdômen. 

"Bito" está preso, acusado de disparar contra a dona de casa Júlia e Fábio
 Fábio encontra-se ainda em recuperação, em um Hospital de Porto Velho/RO. Já “Bito” após receber alta foi conduzido para o presídio masculino e está à disposição da Justiça. A Polícia conseguiu prender o acusado após a mãe denunciar a Polícia Militar que seu filho chegou em casa ferido à bala, na noite do fato. A motocicleta não foi roubada, e o comparsa de Osvanildo foi identificado pelos agentes do Sevic e Divisão de Homicídios, seu nome não foi divulgado para não atrapalhar as investigações. Um homem acusado de ser cúmplice dos dois assaltantes, foi preso no dia seguinte ao crime. O homem é acusado de ter conduzido os dois assaltantes até a residência de Júlia, aguardava a dupla na esquina próxima a casa. O veículo do suspeito foi apreendido.
A arma de fogo usada por Fábio não foi localizada, acredita-se que seja uma arma de uso restrito das forças armadas, de acordo com o calibre colhido pela Polícia Técnico Científica (Politec). Este mesmo agindo em legítima defesa será indiciado por porte ilegal de arma, já que não possui autorização para portar a arma e responderá em liberdade.
Fonte: O MAMORÉ
Share on Google Plus

Produção ROTA MAMORE

Mande sua sugestão de repostagem aqui. rotamamore@gmail.com ou ligue ou mande suas imagens no whatsap: (69) 99368-6667 ou 99261-1156. Sua identidade será mantida sob sigilo.