News
Loading...

ATAQUE DE ABELHAS MATA CADELA DA RAÇA PITBULL NO BAIRRO JOÃO FRANCISCO CLÍMACO

IMG-20170731-WA0007

Abelhas de espécie Africana mataram uma cadela da raça Pitbull,   de um ano e dois meses de idade, na Av. Afonso Pena, no bairro João Francisco Clímaco, em Nova Mamoré, por volta das 7h45mim do dia 26 de julho. A cadela pertencia a uma professora  que atua  na rede estadual de ensino.
Segundo informações da própria professora, a cadela estava amarrada embaixo de uma mangueira, nas proximidades de um sofá abandonado.  Ela acredita que os insetos construíram uma colmeia na parte interna  do sofá e a cadela deve ter entrado embaixo para se proteger do frio  e agitou as abelhas, que a atacaram violentamente.

A professora percebeu a agitação da cadela, correu para verificar e constatou que o animal  já agonizava preso à corrente. Ela ainda tentou se aproximar, mas percebeu que as abelhas estavam enfurecidas, correu e se protegeu dentro de casa com o filho e os outros animais de estimação.

Logo após o ataque, a professora acionou a Polícia Militar, mas foi informada que os agentes militares não atuam neste tipo de acidente. Em seguida acionou o Corpo de Bombeiro, mas ninguém apareceu. A professora contou com o trabalho de um conhecido,  acostumado a lidar com esse tipo de insetos. Ele fez a remoção do sofá e realizou o extermínio das abelhas através de um lança-chamas.

IMG-20170731-WA0010
As abelhas Africanas atacam em número maior e em apenas 30 segundos são capazes de injetar oito vezes mais toxinas em suas vítimas, em comparação às da espécie Europa, nativas daqui. De tão perigosa, a abelha africana passou a ser conhecida em todo o mundo como ‘abelha assassina’.
Quanto à morte do animal,  professora acredita que ele sofreu  um choque anafilático, que causa a obstrução das vias respiratórias e o óbito em seguida.

Fonte: Portal Mamoré

Comentários

Share on Google Plus

Produção ROTA MAMORE

Mande sua sugestão de repostagem aqui. rotamamore@gmail.com ou ligue ou mande suas imagens no whatsap: (69) 99368-6667 ou 99261-1156. Sua identidade será mantida sob sigilo.

0 comentários :

Postar um comentário