News
Loading...

POLICIAIS MILITARES DO 6º BPM/FRON DESCOBREM FALSO FURTO E EVITAM QUE CAMINHÃO FOSSE ATRAVESSADO PARA A BOLÍVIA.



Na tarde deste sábado (06) ação da Policia Militar com apoio do Núcleo de Inteligência do 6º BPM/RO elucidaram o falso furto de um caminhão de cor branca, Placa NCI 6565 de Ouro Preto do Oeste-RO que supostamente teria acontecido no dia 04/11/2017 de um estacionamento de um posto de gasolina em Ji-Paraná-RO.

Uma guarnição do 6º BPM/FRON na tarde de sábado (06) em patrulhamento na parte final do ramal do Sol Sol, zona rural do Município de Guajará-Mirim, local que costumeiramente receptadores cruzam veículos para a Bolívia abordaram um táxi de cor prata que estava parado e que tinha uma criança no seu interior, e mais a frente, três pessoas, sendo dois homens e uma mulher, e o caminhão estava n a beira do rio onde tinha uma embarcação tipo chata usada para cruzar veículos para o lado da Bolívia.

Os Policiais logo pesquisaram a placa do caminhão e o resultado foi que não tinha restrição de furtou ou roubo, e logo desconfiaram da situação, e o homem que estava no local de nome Wemerson, 43 anos, disse que o caminhão de um amigo tinha sido furtado em Ji-Paraná, informando que se deslocou com o proprietário do caminhão para Guajará-Mirim em busca do veiculo.

Os Policiais indagaram a Wemerson sobre o paradeiro do proprietário do caminhão e o mesmo respondeu que estava em uma propriedade próximo esperando informações sobre o veículo. Logo outra guarnição do 6º BPM/RO que dava apoio na ação abordou outro táxi, que levara uma boliviana identificada por Lorena, 25 anos e seu filho. Logo Wemerson tentou mudar a versão dos fatos, dizendo que estava à procura do proprietário do caminhão para avisar que o mesmo estava atolado as margens do rio naquele local.

Uma guarnição do Núcleo de Inteligência do 6º BPM/RO que foi acionada e dava apoio nas diligências, logo localizou o proprietário do caminhão de nome Raul, 34 anos, que informou que seu caminhão tinha sido furtado no município de Ji-Parana-RO em 04/12/2017, mas não tinha denunciado a Policia através de ocorrência policial, e informou que veio com seu amigo Wemerson para Guajará-Mirim a procura do caminhão e foi a cidade Boliviana e retornou com Lorena, onde a mesma disse que ia informar o local aonde  o caminhão seria atravessado para a Bolívia, e logo Wemerson mudou novamente sua versão, afirmando que tinha levado o caminhão até o porto clandestino. A Boliviana Lorena, logo disse que não conhecia os dois brasileiros. Os policiais experientes suspeitaram da situação.

O taxista informou que fora contratado através de ligação telefônica e pegou a mulher e a criança em um restaurante, e a boliviana disse que ia levar combustível para Raul no ramal do sol sol, e viu Wemerson conduzindo o caminhão e a Bolívia pediu para seguir o mesmo, e no ramal do sol a mulher encontrou Raul e fez a entrega do combustível e seguiram até ao porto clandestino, onde avistou cinco homens com a  embarcação tipo chata e Wemerson conduziu o caminhão até a chata com o objetivo de cruzar para a Bolívia, momento que chegou no local Policiais Militares e os homens supostamente bolivianos fugiram se embrenhando na mata. Logo o proprietário do caminhão, resolveu confessar que tinha vendido o caminhão para um boliviano e não sabia seu nome, e a boliviana Lorena esposa desse boliviano tinha ficado responsável de cruzar o caminhão naquele porto clandestino.

O repórter Flaviano Sales do Portal Guajará, obteve informações que a Boliviana Lorena, Wemerson e Raul, foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Federal onde foram flagranteados e posteriormente encaminhados aos Presídios Masculino e Feminino onde ficarão à disposição da justiça.


Fonte: Portal Guajará.


Share on Google Plus

Produção ROTA MAMORE

Mande sua sugestão de repostagem aqui. rotamamore@gmail.com ou ligue ou mande suas imagens no whatsap: (69) 99368-6667 ou 99261-1156. Sua identidade será mantida sob sigilo.

0 comentários :

Postar um comentário