News
Loading...

VEREADORES APROVAM PROJETO QUE PARCELA REPASSE ATRASADO DO IPRENOM


O Iprenom - Instituto de Previdência Social Dos Servidores Públicos Municipais de Nova Mamoré foi criado em 28 de outubro de 2010




Na noite desta segunda-feira, 09, a câmara de vereadores de Nova Mamoré apreciou um dos projetos que mais gera polêmica atualmente no município, que é o parcelamento do repasse em atraso para o Iprenom - Instituto de Previdência Social Dos Servidores Públicos Municipais de Nova Mamoré. O instituto foi criado em 28 de outubro de 2010, hoje o valor não repassado chega ao montante de quase R$ 2.500.000,00 (dois milhões e quinhentos mil reais).

O valor não repassado diz respeito aos encargos patronais, um valor que é descontado todos os meses do salário do servidor municipal e passado para o instituto, que é a garantia da aposentadoria futura.

Uma das justificativas é que o município já passa por grandes dificuldades e esse parcelamento é fundamental. Em sua fala, o relator do projeto, vereador Hiran Matos, disse na tribuna que buscou esclarecimento dos técnicos do Iprenom para poder montar seu relatório que foi apreciado no plenário.

Ele fala da preocupação em votar 60 vezes, para que os salários não sejam atrasados e a economia do município e dos servidores não seja prejudicada, assim declarou.

O vereador Célio Brito destacou hoje ser oposição a essa administração, mesmo que ele tenha apoiado na campanha, mas o prefeito não honrou com os compromissos firmados em relação a esse tema. Ele votou contra o parcelamento 60 vezes, proposta que era do executivo.

Publicidade
O calvário desta administração começou já na administração passada, quando houveram os primeiros atrasos nos valores que estavam sendo repassados para o Iprenom, na qual ainda na administração do ex – prefeito Laerte Queiroz, buscou – se uma solução para essa pendência.

No dia 19 de março de 2018, o prefeito Claudionor Leme enviou a proposta de um novo parcelamento do repasse no Iprenom, que estava em atraso, propondo 60 parcelas, desta forma satisfazendo os desejos do executivo, a reunião aconteceu no plenário de câmara e contou com a presença dos funcionários do instituto, vereadores, presidente do Sindnova e muitos servidores municipais.

Ao final o prefeito decidiu, juntamente com todos, marcar uma assembleia, no qual os servidores iriam ser ouvidos, juntamente com todos os envolvidos. A reunião aconteceu na sede do Sindnova em Nova Mamoré no dia 23 de março, na assembleia os servidores optaram para que o parcelamento fosse em 36 parcelas, dentro do mandato do prefeito.

A votação final aconteceu na noite de desta segunda – feira, 09, pouco divulgado, o plenário da câmara estava com um público pequeno, diante da importância do tema para os servidores municipais. Começando a sessão muitos ânimos estavam exaltados, com debates fortes. Ao final a votação ficou da seguinte maneira.

- O vereador Denizio propôs uma emenda em plenário, ressaltando a proposta dos servidores municipais de que fosse parcelado em 36 vezes, sendo dele apenas o único voto dessa proposta.

- Os vereadores que votaram juntamente com o presidente da comissão, André Bayer, proposta da câmara de parcelar em 48 vezes foram:

Célio Brito, Irmão Ide e o próprio presidente da comissão que analisou o caso.

- Os vereadores que votaram a favor do projeto do executivo em parcelar em 60 vezes foram:

ANAEL
TOINHO BARROSO
HIRAN
JERRY
CHAPÉU
VALDOMIRO

Sendo a proposta do executivo aprovada.




Fonte: Rota Mamoré 


Share on Google Plus

Produção ROTA MAMORE

Mande sua sugestão de repostagem aqui. rotamamore@gmail.com ou ligue ou mande suas imagens no whatsap: (69) 99368-6667 ou 99261-1156. Sua identidade será mantida sob sigilo.

0 comentários :

Postar um comentário