News
Loading...

ELEMENTO É SOLTO, INVADE TRÊS CASAS PARA FURTAR E É PRESO NOVAMENTE EM NOVA MAMORÉ


Leis frouxas colaboram para que situações como essa aconteçam



Na tarde desta terça – feira (16) um conhecido ladrão no mundo do crime Bruno S. S., 22 anos, que havia acabado de ser liberado da delegacia, foi preso cometendo outros furtos, no bairro Cidade Nova, em Nova Mamoré/RO. Confira matéria:



Bruno teria invadido uma casa na Travessa Augusto Ruschi, onde levou vários objetos, na fuga ele teria pulado no quintal vizinha, onde foi atacado por vários cachorros, porém conseguiu abrir fuga. A Polícia Militar seguiu até o bairro Planalto em busca do ladrão.

Após várias diligências, Bruno foi localizado, onde ao avistar a viatura ele abriu fuga sendo perseguido e encontrado, em sua posse havia vários objetos oriundo de furtos, além de uma bicicleta que havia sido furtada de uma casa na Travessa Augusto Ruschi, onde o dono da residência estava viajando, segundo uma vizinha.

Diante dos fatos Bruno recebeu voz de prisão foi conduzido e apresentado juntamente com a bicicleta e os objetos para o comissário de plantão. O elemento a bastante tempo vem praticando furto nesse município causando grande desconforto comunidade.


Polícia prende, as leis não garantem que que bandidos fiquem presos

A Polícia Militar de Nova Mamoré, busca se dedicar de todas as formas possíveis, a cada crime, prender os envolvidos, realizando diligências e prendendo os bandidos, todavia esbarra em leis frouxas que levam que situações como essa venham acontecer.

Bruno, havia sido preso na madrugada desta terça – feira (16), por furto e receptação, porém não foi possível mantê-lo preso, e ao sair comentou vários furtos. Tudo isso facilita para que crimes como esse aconteçam com mais frequência.

Quando muito acontece, tais casos são levados a audiência de custódia e também no mesmo dia os criminosos são soltos, e nesse intervalo de tempo continuam comentando mais crimes.

É necessário pensar macro, onde as leis brasileiras precisam ser mudadas, pois não é a população que deve ser mantida presa, e sim, elementos como esse que vivem a margem da sociedade.

Fonte: Mamoré Agora
Share on Google Plus

Produção ROTA MAMORE

Mande sua sugestão de repostagem aqui. rotamamore@gmail.com ou ligue ou mande suas imagens no whatsap: (69) 99368-6667 ou 99261-1156. Sua identidade será mantida sob sigilo.

0 comentários :

Postar um comentário